Domingo, 31 de Maio de 2009

I Can’t Think Straight (2007)

 

 

É facto que muitos dos filmes com temáticas homossexuais são característicamente pesados e com finais trágicos. Porém, é bom verificar que aos poucos as comédias românticas começam a aparecer sem grandes controvérsias, permitindo ao espectador um mais vasto leque de géneros cinematográficos dentro do já referido tema.

 

A premissa deste “I Can’t Think Straight” é bastante simples. Leyla (Sheetal Sheth) é uma jovem indiana, introvertida, mas extremamente criativa. Tem na escrita o seu mundo, o que lhe permite fugir um pouco à elevada protecção e preocupação dos pais. Já Tala (Lisa Ray) é uma mulher palestiniana, independente e que vai já na sua 4ª festa de noivado... sendo que nenhuma passou disso mesmo pois a jovem sempre acabou por desfazer os enlaces.

 

Tudo seguiria o seu rumo, não fosse o facto de Leyla namorar com Ali (Rez Kempton), o melhor amigo de Tala. Ao conhecerem-se, a empatia entre as duas jovens é imediata e rápidamente progride para algo mais... Mas estarão elas preparadas para enfrentar o preconceito das famílias, dos seus próprios costumes e religiões?

 

Com falhas visíveis no nível interpretativo da maioria dos actores, nomeadamente na prestação quase mecânica de alguns deles, certo é que a química e competência das duas protagonistas consegue “encher” o ecrã por forma a permitir ao espectador aproveitar inteiramente o factor de entretenimento que o filme pretende transmitir.

 

Filme esse que poderia ser um melhor produto, não fosse o ritmo demasiado “apressado” que transmite e que acaba por deixar o espectador com a sensação que, com um pouco mais de tempo de exploração do guião, a história teria ganho uma melhor abordagem.

 

Ainda assim, com uma fotografia cuidada, e uma agradável banda sonora, “I Can’t Think Straight” revela-se uma comédia simples, leve, que dispõe bem, e que com certeza não será uma má experiência.

 

“Slept with a woman while my fiancé makes wedding preparations? Nope, never done that before.”

 

Nota Final: 6.5 / 10

 

 

 


Por Mafalda às 23:56
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

King Of California (2007)

 

 

O realizador Mike Cahill traz-nos com este “King Of California”, a história de Miranda (Evan Rachel Wood), uma jovem de 16 anos que vive sozinha, trabalhando no McDonalds, e que tem agora de se moldar a uma nova situação: o regresso a casa do seu pai, Charlie (Michael Douglas). Após obter alta da clínica psiquiátrica onde esteve internado, Charlie procura a todo o custo recuperar, ou direi antes, construir, uma relação com a filha.

 

E para aproximá-los existe um segredo que, para Charlie, se vai revelar mesmo a maior busca da sua vida: a procura por um tesouro espanhol que se encontra enterrado sob um supermercado próximo da localidade onde vivem. Todas as peripécias desenrolam-se a um ritmo ora roçando a comédia, ora focando pontos com alguma carga dramática, mas que são imprescindíveis para a (re)aproximação dos personagens principais.

 

Michael Douglas brinda-nos com uma interpretação sincera, inspirada e extremamente bem estruturada, bem como Evan Rachel Wood, que consegue bons pormenores. O carisma da actriz não deixa margem para dúvidas nesse campo. O à vontade dos actores contribui substancialmente para uma credibilização do filme, e isso é notório e muitíssimo apreciado.

 

Direccionado essencialmente para a família “O Rei da Califórnia”, pelo qual tivemos de esperar 2 anos até à sua estreia, transmite uma importante mensagem: que nem sempre os bens mais preciosos estão à nossa espera. É preciso embarcar num processo de descoberta dos mesmos, e de nós próprios. Pois isso, vale mais que qualquer tesouro.

 

É esta simplicidade que nos leva, indubitávelmente, a ver esta película como um produto original, inteligente, bem disposto, mas ainda assim, intenso e com sentimentos que se potenciam em filmes como “Juno”, por exemplo. Uma calma aparente mas que “esconde” situações do dia a dia e com as quais nos podemos facilmente identificar. Um bom filme sem dúvida. Go see it!

 

“Catastrophe equals opportunity.”

 

Nota Final: 7.5 / 10

 

 

 


Por Mafalda às 20:28
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 25 de Maio de 2009

Estreias da Semana - 28/05

   

 

Mes Stars et Moi: Comédia francesa que retrata o facto de três actrizes terem em comum o mesmo fã número 1. Este usa o facto de ser empregado de limpeza numa agência de actores em Paris, para manipular os horários das actrizes e despachar os seus namorados. Ao saber disto, elas vão-se unir e torna-se no pior pesadelo de Robert...
 
Låt den rätte komma in: Filme sueco, que arrecadou alguns prémios internacionais, acaba por ser uma película, que entre outras, quebra com a ideia comum que todos nós temos dos vampiros e aborda outras temáticas. Oskar é uma criança que não tem muitos amigos. Conhece então Eli, uma menina que vai estar envolta em mortes misteriosas. Ela é uma vampira, e apesar disso, Oskar supera o medo que possa ter devido à amizade que tem com esta...
 
Flame & Citron: História de dois heróis dinamarqueses durante a resistência aos nazis, foram incubidos de matar todos os que colaboraram com o exército alemão. Porém, aconspiração vai mais longe do que estes imaginam...
 
 
  
 
O Último Condenado à Morte: Durante a guerra civil Portuguesa entre absolutistas e liberais, ao pleno seculo XIX, conta-se a história de vida de Matos Lobo. Os conflitos com o pai, a paixão por Adelaide, e a tragédia a ela associada a que Matos Lobo (directamente ou não...) se encontra envolvido...
 
Traitor: Todos os indícios levam a crer que Samir Horn foi o responsável por uma fuga de prisioneiros numa prisão do Yemen, mas com o surgimento de novas provas, o agente do FBI Roy Clayton começa a duvidar que tenha sido isso mesmo o que aconteceu...
 
Zack and Miri Make a Porno: Amigos desde sempre, Zack and Miri vivem juntos e encontram-se de momento com enormes dificuldades financeiras para pagar as contas. Decidem então realizar um filme pornográfico. Na expectativa que a relação de amizade entre ambos se mantenha, esta muda no entanto...

 

Tags:

Por Diogo às 09:24

Editado por Mafalda em 03/07/2009 às 14:17
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 24 de Maio de 2009

O coroar do mês...

Tags: , ,

Por Diogo às 11:48
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Body Of Lies (2008)

 

 

Roger Ferris (Leonardo Di Caprio) é um agente da CIA que tenta desmantelar uma rede terrorista. Nas suas investigações pouco ortodoxas, descobre que o líder do grupo terrorista opera da Jordânia. Contando com o apoio do líder dos Serviços Secretos da Jordânia, Ferris para se infiltrar na rede terrorista tem de convencer o chefe da operação em Langley, Ed Hoffman (Russel Crowe).

 

Realizado por Ridley Scott, chega-nos um filme com um ritmo intenso, com uma história interessante, mas no entanto com alguns clichés. Utilizando o esquema de Eagle Eye, Scott usa e abusa do esquema de imagens de satélite, tornando-se por vezes algo irritante e desnecessário.

 

A ideia principal do filme é mostrar um dos princípios básicos dos agentes da CIA: não confiar em ninguém. É com essa ideia que Leonardo Di Caprio desempenhando o papel de herói solitário tem um grande desempenho, sendo-nos apresentado com uma barba bem típica daquela região. Este sentiu-se particularmente à vontade no papel pois é fluente na língua.

 

Russel Crowe tem um papel descontraído e cínico, pois coordena uma operação a milhares de quilómetros de distância, dando ordens para matar pessoas e ao mesmo tempo passa momentos agradáveis com a mulher e o filho. Para minha surpresa, o melhor desempenho é obtido por Mark Strong que desempenha o papel de Hani, o chefe dos serviços secretos da Jordânia. Este desempenha um papel bastante carismático e interessante, estando sempre em cima do acontecimento e não deixando que Ferris o engane e o use como um meio para chegar ao fim da operação.

 

Body of Lies é um bom filme, mas falha na arquitectura da história, impondo ao espectador que este faça um esforço complementar para acompanhar o ritmo com que a história se desenrola, o que era desnecessário pois o fim acaba por ser algo decepcionante.

 

Nota Final: 7 / 10

 

 


Por Hugo às 12:24
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

Estreias da Semana - 21/05

 

 

Amazing Grace: Aquando do seculo XVIII, William Wilbeforce (Ioan Gruffudd) é um membro parlamentar do então muito poderoso Império Britânico. A sua principal luta é pela reforma social na Europa e por dar dignidade aos escravos , enfrentando toda a aristrocracia da época. Os 'brancos' vão-lhe dificultar ao máximo a sua missão.

 

Night at the Museum: Battle of the Smithsonian: A par do primeiro filme, Ben Stiller intrepreta Larry Dalley, um guarda de um museu desta feita em Washington. Aqui todas as colecções vão ganhar vida.

 

King of California: Apesar de apenas ter 16 anos, Miranda já passou por muito. Foi abandonada pela mãe e o seu pai encontra-se internado num hospital psiquiátrico. A sua vida volta a mudar quando este regressa a casa, e torna-se obcecado pela ideia de encontrar um tesouro.
 
  
   

Os Mosconautas no Mundo da Lua: Filme de animação belga, que conta a história de três jovens e curiosas mosquinhas que embarcam na nave Apollo 11 em busca de novas aventuras... 

 

Un Conte de Noel: Comédia Francesa, que retrata a realidade de uma família que lida com a doença genética do filho. Este necessita de um transplante de medula óssea, e na indisponibilidade de haver um dador, estes decidem ter mais um filho que infelizmente também se revela incompatível. Assim, a relação entre a família vai-se detriorar e mais problemas vão chegar...
 
Tags:

Por Diogo às 22:21

Editado por Mafalda em 12/08/2009 às 21:19
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 16 de Maio de 2009

Control (2006)

 

 

Baseado na vida de Ian Curtis (Sam Riley), vocalista e guitarrista ocasional da banda Joy Divison, que revolucionou o panorama musical no Reino Unido nos finais dos anos 70, “Control”, inteiramente a preto e branco, leva-nos numa viagem intemporal pelos sons que marcaram uma geração.

 

Com grandes interpretações, especialmente dos protagonistas Sam Riley e Samantha Morton, que interpreta Deborah, a mulher de Ian, esta biopic permite-nos acompanhar a vida do carismático vocalista que perdeu a vida aos 23 anos, no dia 18 de Maio de 1980, vítima de suicídio por enforcamento, desde a sua problemática adolescência até à entrada a pulso no mundo da música, onde atingiu a fama... e se perdeu cedo demais.

 

Rica pela fotografia sublime (que capta na perfeição o ambiente daquela Inglaterra mais alternativa, ou não fosse o também realizador, um fotógrafo profissional), bons planos de corte, excelente banda sonora (não só nas cenas de actuação da banda, mas também pelas músicas a cargo de nomes como New Order, Sex Pistols, entre outros), intensidade dramática credível (um bom exemplo são as cenas relativas aos ataques de epilepsia de Ian, que estão muitíssimo bem conseguidas) e excelente colecção de factos, informações e organização argumentativa, esta fita do holandês Anton Corbijn, coloca-nos em contacto com diversos aspectos da vida de Ian.

 

As suas dúvidas existenciais, as letras carregadas de sentimentos de destruição e morte, o seu trabalho enquanto funcionário público (com bastante sucesso diga-se) em Machester e Macclesfield, a relação com a mulher Deborah Curtis e o caso extra conjugal com a jornalista Annik Honoré (Alexandra Maria Lara)... todos estes aspectos que fizeram da sua vida algo singular acabam por tornar esta película num produto único e sincero.

 

Um must see brilhantemente produzido que se revela imperdível para fãs do músico, e não só!

 

“When you look at your life, in a strange new room, maybe drowning soon, is this the start of it all?”

 

Nota Final: 8.5 / 10

 

 

 


Por Mafalda às 01:08
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Zack and Miri Make a Porno (2008)

 

 

Zack (Seth Rogen) e Miri (Elizabeth Banks) são dois amigos que vivem juntos. Além de viverem juntos, ambos partilham um monte de dividas que não para de aumentar. Após uma festa com antigos colegas da universidade, a luz e a água do apartamento são cortadas e as suas vidas atingem o fundo.

 

Sem maneira de pagar as dívidas, Zack tem a ideia de fazerem um filme pornográfico. Assim, com as receitas do filme poderiam pagar todas as dívidas, mas as coisas não correm como eles queriam. Ambos juram antes de começar o filme que nada se iria alterar na relação deles mas a verdade é que a sua relação muda para algo bastante maior.

 

Realizado pelo conhecido realizador de comédias Kevin Smith, chega-nos uma comédia bem ao estilo deste, ou seja, acima da média. Zack and Miri Make a Porno ganhou algum protagonismo nos media na América por causa do poster promocional (o mesmo que coloquei em cima), sendo este proibido porque demonstrava pessoas a fazer sexo oral(!). Até parte do título do filme (Make a Porno) foi proibido em algumas cidades. God Bless America.

 

Com diálogos interessantes e algumas referências interessantes ao universo de Star Wars, nada neste filme é entediante, porém isso não chega para fazer um bom filme. Essas lacunas são reparadas pelo casal (no filme) Seth Rogen e Elizabeth Banks que têm um desempenho bastante razoável e demonstram uma química muito boa entre os dois. Craig Robison faz o papel de realizador do filme porno e tem um desempenho bastante bom e divertido.

 

“What? Han Solo ain't never had sex with Princess Leia in the Star Wars!”

 

Nota Final: 7/10

 


Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

Estreias da Semana - 14/05

 

 

Angels & Demons: baseado no livro homónimo de Dan Brown, chega-nos uma nova aventura de Robert Langdon que, juntamente com a cientista Vittoria Vetra, é chamado a intervir quando um cientista do CERN aparece morto, marcado com o símbolo dos Illuminati. LAngdon confirma assim que a antiga confraria secreta está de regresso para destruir a Igreja Católica.
 
The Edge of Love: durante a 2ª Guerra Mundial, o poeta Dylan Thomas, casado com Caitlin, reencontra Vera, a paixão da sua vida e com quem se volta a envolver. Apesar disso, as duas mulheres tornam-se grandes amigas dando início a um difícil triângulo amoroso, que nem mesmo o casamento de Vera com o militar William lhe consegue pôr fim. Mas as verdadeiras complicações só agora começam...
 

Chacun son Cinéma: película que apresenta a visão de 33 cineastas de 25 países sobre o cinema, com segmentos a cargo de realizadores tão diferentes como David Cronenberg, Takeshi Kitano, Walter Salles, Gus Van Sant, David Lynch e o português Manoel de Oliveira.

 

Tags:

Por Mafalda às 21:04
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 10 de Maio de 2009

Knowing (2009)

 

 

10/05/09: a data em que perdi duas preciosas horas com um filme no mínimo vazio. Mas atentemos primeiro à história...

 

Massachusetts, 1959. Alguns alunos da escola William Dawes procedem à realização de vários desenhos representativos do que pensam vir a ser o futuro, com o objectivo de os colocarem numa cápsula do tempo que seria aberta 50 anos mais tarde, no dia de aniversário da escola. Essa ideia pertence à pequena Lucinda Embry (Lara Robinson), uma menina introvertida que, ao contrário dos colegas, não se encontra a desenhar, mas sim a preencher a sua folha com uma série de números aleatórios.

 

E é precisamente esse “desenho” que, no presente ano de 2009, vai parar as mãos de Caleb Koestler (Chandler Canterbury). Quando o seu pai, o professor de astrofísica John Koestler (Nicolas Cage), analisa a folha descobre que não se tratam de números sem significado, mas sim de datas de catástofres, naturais e não só, que ocorreram nos últimos anos, e de outras que estão por acontecer. Para além das datas, John descobre que também é mencionado com precisão o número de vítimas mortais bem como o local exacto onde ocorreu cada um dos desastres.

 

Conseguirá ele agora evitar as calamidades que se aproximam?

 

Com uma premissa que prometia bastante dado o seu carisma apocalíptico e a análise da recorrente dicotomia ciência/religião, facto é que “Sinais do Futuro”, do mesmo realizador de “I, Robot”, Alex Proyas, se revela um filme fraco, desinspirado, superficial e com um dos finais mais non sense de que me lembro dentro de filmes do género.

 

Pecando em diversos aspectos, nomeadamente a nível do argumento e consistência da história, esta película vê como “tábua de salvação” os efeitos especiais que se encontram muito bem conseguidos. Uma das melhores cenas do filme é mesmo a de um desastre de avião que mata 81 pessoas. É uma boa sequência e perturbadora q.b..

 

Em tom conclusivo devo frisar que, no que ao elenco diz respeito, “Knowing” deixa uma vez mais a ideia de que Nicolas Cage ainda não se conseguiu voltar a encontrar enquanto actor. Posso mesmo afirmar que existem falhas em algumas das suas cenas que são, no mínimo, risíveis. A compensar, talvez só a prestação do jovem Chandler Canterbury, que esteve competente.

 

Com lacunas claras e parco em explicações lógicas, o que pretendia ser um filme inteligente e coeso, falha amplamente. Dispensável.

 

“This isn't the end, son.”

 

Nota Final: 5 / 10

 

 

 


Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Flash of Genius (2008)

 

 

Robert Kearns (Greg Kinnear) é um professor universitário, que além da sua paixão pelo ensino tem um hobbie muito mais interessante: inventor. Casado com uma professora chamada Phyllis (Lauren Graham) e com seis filhos, Kearns tem uma boa vida. Um dia, quando voltava da igreja com a sua família, Kearns repara que o limpa pára-brisas anda sempre a velocidade muito alta e que com pouca chuva este limpa em seco.

 

Na sua cave com os filhos, Kearns cria então um limpa pára-brisas com um regulador de velocidade e para aquela família foi como se tivessem achado uma mina de ouro. Mas os seus sonhos são desfeitos quando ao tentar fazer negócio com a Ford, esta lhe rouba a sua invenção embora a patente esteja registada no seu nome. Assim, Kreans passa 12 anos da sua vida a lutar para que seja feita justiça, nem que isso lhe custe a sua família.

 

Baseado numa história real, Flash of Genius mostra como um simples homem pode ter tamanha força de vontade simplesmente para fazer justiça, nem que seja contra umas das maiores companhias de automóveis do mundo. Realizado por Marc Abraham, este filme não pretende ser uma obra-prima, mas sim demonstrar o que grandes empresas fazem a pequenos inventores caseiros só pela sede de poder e que mesmo quando apanhadas tudo fazem para que o assunto não vá para público.

 

Greg Kinnear tem aqui um desempenho excepcional, o que era difícil pois é o centro das atenções durante todo o filme e passa por diversas fases desde o feliz pai de família até doente num hospital psiquiátrico.

 

As grandes empresas nem sempre ganham. E ainda bem que isso acontece.

 

Nota Final: 7.5 / 10

 

 


Por Hugo às 12:34
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Estreias da Semana - 07/05

 

 

Tyson – Um filme em espécie de documentário sobre a história do pugilista Tyson. Utiliza filmagens originais mas também arquivos com filmagens, fotografias e entrevistas antigas.
 
A Zona – Um filme português realizado por Sandro Aguilar, que conta várias histórias sobre a perda de algum ente querido.
 
As Operações SAAL – Mais um filme português, desta vez realizado por João Dias. Conta a história de como arquitectos e um povo criaram um projecto único e de como 30 anos depois isso afectou as suas vidas.

 

 

 

Cidade dos Homens – Realizado por Paulo Morelli, conta a história de Laranjinha que teve sempre todas as mulheres que quis, mas que além disso o que desejava realmente era conhecer o seu pai. Acerola porém só deseja conhecer outras mulheres.
 
Star Trek A grande estreia da semana, conta o inicio da maior aventura da humanidade pelo espaço. Pelo olhar de J.J. Abrams, Star Trek conta no elenco com Chris Pine, Simon Pegg, Winona Ryder e Zachary Quinto.

 

Tags:

Por Hugo às 21:47

Editado por Mafalda em 12/08/2009 às 21:47
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 3 de Maio de 2009

Fast & Furious (2009)

 

Passado oito anos da história do primeiro capítulo, Dominic Toretto (Vin Diesel) tenta reconstruir a sua vida juntamente com Letty (Michelle Rodriguez), ou seja, tenta viver da mesma maneira, só que desta vez rouba camiões que transportam combustíveis. Quando a polícia do México tenta descobrir o paradeiro de Dom, este foge para não pôr em perigo a vida de Letty, mas as coisas não correm como ele quer.

 

Quando Letty é misteriosamente assassinada, Dom vê-se dominado por um sentimento de vingança e faz tudo para descobrir quem a assassinou. Entretanto, Brian O’Conner (Paul Walker), que está de volta ao FBI, está numa investigação de um importante grupo de droga, que curiosamente está ligado à morte de Letty. Assim, mesmo contra a vontade dos dois, Dom e Brian formam uma dupla para desmantelar a organização.

 

Como argumento “New model. Original parts.”, Justin Lin traz-nos o mesmo elenco mas com uma história renovada em que o objectivo passa por dar importância às corridas de rua e à adrenalina que estas transmitem. Fast and Furious é daqueles filmes que se não for visto com meio cérebro desligado e ainda no cinema ou num Home Theather de jeito, o espectador fica com um amargo de boca, mas se tiver nas condições que eu enumerei, o filme passa de satisfatório para fantástico.

 

Em relação ao primeiro filme (sim não vou falar nos outros dois porque para mim nem existiram), este apresenta uma história melhor, cenas de acção melhores, menos mulheres, e melhores desempenhos do elenco. Para mim foi um filme muito bem conseguido, ultrapassando a qualidade do primeiro, e um must see para os amantes do género. Se não for um apreciador do género, para si vai ser um filme mediano com cenas de acção acima da média. Destaco negativamente o uso algo exagerado de efeitos CGI, que em certas situações estraga todo o aspecto visual.

 

Em relação ao elenco, todos estão iguais a si próprios. De destacar negativamente alguma falta de conexão entre Paul Walker e Jordana Brewster. O ponto positivo vai para Gal Gadot, uma actriz israelita que desempenha o papel sensual da organização criminosa da história.

 

“Just like old times.”

 

Nota Final: 7.5 / 10

 

 


Sábado, 2 de Maio de 2009

Eden Lake (2008)

 

 

Deixando antever desde início uma história com contornos brutais, este “O Lago Perfeito” é uma “lufada de ar fresco” dentro de filmes do género.

 

Steve (Michael Fassbender) decide surpreender a namorada Jenny (Kelly Reilly) com um fim de semana romântico em Eden Lake, local onde tenciona pedi-la em casamento. Tudo seria perfeito não fosse terem-se cruzado com um grupo de jovens que ao serem repreendidos pelo casal, começa a aterrorizá-los, desde tecerem comentários jocosos até procederem ao roubo do seu carro.

 

Ao tentar reaver o carro e os seus restantes pertences, Steve acaba por se envolver numa discussão com um dos rapazes, e, no calor da luta acaba por apunhalar a cadela do líder do grupo, Brett (Jack O’Connell, que integra, à semelhança de Thomas Turgood, o elenco do filme do mês de Abril aqui no GoldenTicket, “This is England”). A morte da cadela desperta assim nos jovens um colérico sentimento de vingança cujas consequências se irão revelar devastadoras...

 

O nível interpretativo dos protagonistas, especialmente da parte de Michael Fassbender, deixa um pouco a desejar nos primeiros 10 minutos da fita que se pretende somente servirem como representação de uma calma aparente, mas prestes a ser quebrada. Porém, essas lacunas são compensadas pela fotografia e filmografia que, embora simples, se revelam competentes.

 

Com o decorrer da fita, muito pelo à vontade procurado para a execução de cada cena, os actores vêem colmatadas as suas falhas iniciais. Kelly Reilly, que à semelhança de Fassbender se parece tentar encontrar no início da película, consegue arrebatar o espectador nas cenas de maior intensidade dramática. Excelente. O núcleo mais jovem também não deixa créditos por mãos alheias, e consegue transmitir na perfeição o conflito interior perante tal situação. Porque no fim de contas, com tudo o que fazem, não passam de crianças...

 

O terror que se publicita tem tanto de visual como de psícológico, muito por culpa de toda a situação assentar numa base bastante coerente e realista. São situações presentes e possíveis no mundo actual. E esse acaba mesmo por ser o ponto mais assustador. A educação de uma criança prende-se essencialmente com os valores que lhe são transmitidos, e se os próprios progenitores são muitas vezes os indivíduos responsáveis por determinados actos, como esperar algo diferente de uma criança a seu cargo? Uma questão pertinente, e aqui respondida da forma mais desconfortável possível.

 

Violento, brutal, crú e perturbador. Não ficarão certamente indiferentes a este “Eden Lake”.

 

“At your first opportunity, turn around.”

 

Nota Final: 8 / 10

 

 

 


Trailer da Semana:

127 Hours

Owners

goldenticket09@gmail.com

Quem somos?

Pesquisar

 

Revista Golden Ticket


Nº1 - 1 Ano de Puro Cinema!

Visualizar/Download

Nº2 - Mindfuck Movies

Visualizar/Download

Top 5 Filmes de Maio

1 – Iron Man 2

2 – The Bounty Hunter

Filme do Mês 2010

Janeiro 2010 - Hauru no ugoku shiro
Fevereiro 2010 - Up
Março 2010 - District 9
Abril 2010 - Green Zone
Maio 2010 - Iron Man 2
Junho 2010 - Sin Nombre
Julho 2010 - Quando o Anjo e o Diabo Colaboram
Agosto 2010 - Inception

Filme do Mês 2009 Janeiro 2009 - Seven Pounds
Fevereiro 2009 - Slumdog Millionaire
Março 2009 - Gran Torino
Abril 2009 - This is England
Maio 2009 - Control
Junho 2009 - Star Trek
Julho 2009 - Watchmen
Agosto 2009 - Coraline
Setembro 2009 - Inglourious Basterds
Outubro/Novembro 2009 - Re-Animator
Dezembro 2009 - Avatar

Filme do Ano GT 2009


Inglourious Basterds

Facebook

Golden Ticket on Facebook

Canal Youtube

Top 5 Filmes de Janeiro 2009
Top 5 Filmes de Fevereiro 2009
Top 5 Filmes de Março 2009
Top 5 Filmes de Abril 2009
Top 5 Filmes de Maio 2009
Top 5 Filmes de Junho 2009
Top 5 Filmes de Julho 2009
Top 5 Filmes de Agosto 2009
Top 5 Filmes de Setembro 2009

Segue-nos no Youtube

Arquivo

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Posts recentes

Trailer do dia - Green La...

Trailer do dia - Cars 2

Trailer do dia - Kung Fu ...

Trailer do dia - Harry Po...

Trailer do dia - Drive An...

Trailer do dia - Twelve

Trailer do dia - Howl

Trailer do dia - Tournée

Trailer do dia - Unknown

Trailer do dia - Sucker P...

Trailer do dia - Scream 4

Trailer do dia - Limitles...

Trailer do dia - Just Go ...

Trailer do dia - Dead Awa...

Trailer do dia - Cowboys ...

Últimos Comentários

Comédia criado pelos irmãos Mark e Jay Duplass, a ...
Não se compara ao original. Tenho pena que a 'amer...
lamento mas tenho de concordar com o daniel, embor...
O blog está muito interessante.Bravo!Cumprimentos ...
Desde já parabéns pelo trabalho, que tem ar de bom...
este filme é mt bom!!
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Excelente filme, muito recomendado!Cumps cinéfilos...
muito bom o Ilusionista. Cheguei a vê-lo aqui na F...
Não é para os fracos de coração... e, já agora, de...

Estreias da Semana

- Somewhere

- 127 Hours

- Blue Valentine

- The Dilemma

Tags

todas as tags

Feed-Us