Terça-feira, 30 de Junho de 2009

Transformers: Revenge of the Fallen (2009)

 

 

Segundo o realizador Michael Bay, estamos perante uma trilogia. Porém, depois de ver esta sequela só pensei: antes não estivéssemos.

 

É certo que o grande sucesso do primeiro “Transformers” (esse sim, um blockbuster irrepreensível!) justificava amplamente a criação de mais um ou dois filmes. Mas somente se o nível argumentativo e interpretativo se mantivessem, e neste “Transformers: Retaliação” isso não se verifica.

 

A história desenrola-se a partir do momento em que os Autobots, que juntamente com as forças militares americanas formaram uma espécie de força de intervenção secreta, continuam a combater a ameaça dos Decepticons. Com que objectivo continuarão eles na Terra? É esta a premissa para este “Revenge of the Fallen”.

 

Contando com vertiginosas sequências de acção e apostando fortemente nos efeitos especiais, característicos de um blockbuster, arrisco-me a dizer que neste caso a compreensão do filme por parte do espectador sai claramente dificultada. Isto porque, por se desenrolarem depressa demais e serem captadas com maus movimentos de câmara, algumas cenas não permitem perceber muito bem o que está a acontecer. Refiro-me, por exemplo, às perseguições, combates e transformações dos robôs.

 

Por entre uma ou outra cena magistral, como a do combate entre Optimus Prime e 3 Decepticons, ou mesmo a do combate de Bumblebee em pleno cenário egípcio, existe um claro exagero na vertente cómica da película, no voyeurismo para com Megan Fox (close-ups e sequências desnecessárias e feitas claramente para atrair mais público) e no grande número de personagens que nada mais consegue que uns 10 minutos, se tanto, em todo o filme (como o robô Ironhide, por exemplo).

 

A nível de fotografia, a “falta de imaginação” de Michael Bay é notória pois consegue deixar no público a ideia de que pegou nas cenas de destruiçao de “Pearl Harbor” e as colou, literalmente, nesta fita. Deja vu a 100%.

 

Assim, demasiado longo, com falhas interpretativas (Megan Fox e Shia LaBeouf, porquê?!), e lacunas no guião, esta sequela vale pelos personagens... robotizados, entenda-se, pela banda sonora (e efeitos nessa mesma área) e pelo facto de ser um filme despretencioso e cujo objectivo é, única e exclusivamente, entreter. Watchable mas que, a meu ver, sabe a pouco.

 

“Fate rarely calls upon us at a moment of our choosing.”

 

Nota Final: 5.5 / 10

 

 

 


Por Mafalda às 23:59
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Estreias da Semana - 25/06

   

 

Transformers - Revenge of the Fallen: nesta sequela de Transformers, o exército americano alia-se aos Autobots de Optimus Prime, e aos jovens Sam e Mikaela, para combater a ameaça universal dos Decepticon, que continuam no seu encalço.

 

Coco avant Chanel: biografia adaptada do livro de Edmonde Charles-Roux, "A Era Chanel", que narra a juventude de um dos mais carismáticos ícones do século XX: Coco Chanel.

 

Over Her Dead Body: Kate, a namorada de Henry, morre no dia do próprio casamento. Ele, embora relutante, acaba por consultar uma vidente, Ashley, por quem se apaixona... mas o fantasma de Kate regressa para os atormentar!

 

Tags:

Por Mafalda às 20:58
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

The Lazarus Project (2008)

 

 

Ben Garvey (Paul Walker) é um ex-condenado que conseguiu reconstruir a sua vida. Empregado exemplar, bom marido e excelente pai... Tudo corria na perfeição. Até ao dia em que, ao ver descoberto o seu passado, acaba por ser despedido. Desnorteado e com todas as suas perspectivas de futuro deitadas por terra, aceita o convite do seu irmão Ricky (Shawn Hatosy) para participar num último golpe.

 

Mas ao contrário do que seria de esperar, o golpe corre mal resultando na morte de 3 pessoas, incluindo o irmão de Ben. Assim, em tribunal, é condenado à morte por injecção letal. Mas algo de estranho ocorre após a sua execução...

 

Ben encontra-se a caminho de uma pacata cidade do estado de Oregon, onde se apresenta para trabalhar num instituto que alberga pessoas com perturbações mentais. Acreditando tratar-se de uma segunda oportunidade, este tudo faz para a merecer, embora não esqueça a mulher, Lisa (Piper Perabo), nem a filha de ambos. Ao tentar sair da cidade, um estranho homem avisa-o de que, caso o faça, morrerá.

 

Conseguirá Ben voltar para casa, para junto da família que teima em não perder? E as visões que o atormentam, que quererão dizer?

 

Nesta fita do realizador John Glenn (responsável pelo screenplay de “Eagle Eye”), Paul Walker consegue brindar o espectador com uma boa interpretação. Os seus gestos contidos e maneira comedida são imprescindíveis para a sua personagem conseguir cativar o público com a sua história. Contudo, penso que faltou um pouco mais de emoção aquando das sequências das visões de Ben. O restante elenco encontra-se a bom nível e respondem competentemente.

 

Quanto à filmografia, o jogo de luzes e planos, e o ritmo lento do filme revelam-se imperativos para que o suspense da fita consiga prender o espectador. O final é complexo q.b., cumprindo a sua função e traduzindo-se num bom climax.

 

Assim, “The Lazarus Project” revela-se uma fita bem elaborada, com uma interessante premissa e que, embora com algumas falhas no guião, não se deixa cair num potencial aborrecimento que muitos teimam em afirmar estar latente no projecto. Longe disso.

 

Bom filme!

 

“You don't have to forget. You just have to move on.”

 

Nota Final: 7.5 / 10

 

 

 


Por Mafalda às 00:48
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

The International (2009)


 

 

 

Louis Salinger (Clive Owen) um agente da Interpol e Eleanor Whitman (Naomi Watts) uma assistente do Procurador Geral de Manhattan investigam um banco internacional (BCCI – Bank of Credit & Commerce International) pelas suas actividades ilícitas. Esta investigação leva-os a combater pela vida pois os dirigentes do banco só querem cumprir com os seus objectivos e não lhes interessa os custos para atingir os mesmos.

 

Tentando muitas vezes invocar a fabulosa técnica de filmagem vista em Bourne, Tom Tykwer traz-nos um filme com uma boa história mas que após grandes cenas iniciais acaba por cair na monotonia. A exploração do universo financeiro é um ponto positivo e deixa o espectador pensativo do que realmente aconteceu por esse mundo fora e como as actividades ilícitas são financiadas.

 

Clive Owen consegue atrair as atenções todas para si com um desempenho bastante bom e mostrando todo o seu potencial para filmes de espionagem. No entanto, em certos momentos parece que faltou alguma profundidade à personagem, mas essa critica deve ser apontada aos escritores e não a Owen. Naomi Watts mostra-se em bom plano mas é passada para personagem secundária com pouco tempo de antena.

 

The International poderia ter-se afirmado como um dos melhores thrillers do ano mas ficou-se apenas por um filme que está acima da média. O ponto alto do filme vai para uma cena de acção no museu Guggenheim que está brilhantemente montada e mostra-nos uma acção verdadeiramente giratória (sim, giratória). Fica para a memória alguns bons diálogos e uma história que não se distancia muito da realidade do nosso mundo.

 

“Sometimes a man can meet his destiny on the road he took to avoid it.”

 

Nota Final: 7/10

 

 

 


Por Hugo às 07:00
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

5x5

Tags: , ,

Por Mafalda às 23:17
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Estreias da Semana - 18/06

    

 

The Hangover Doug e os seus amigos vão para Las Vegas para festejar a sua despedida de solteiro. Quando acordam na manhã após a festa eles não se lembram de nada da noite anterior e constatam que Doug desapareceu e que têm um bebé e um tigre no quarto.
 
Deux jours à tuer – Antoine é casado com Cécile e ambos têm dois filhos. Apesar de serem uma família feliz, um dia Antoine começa a questionar tudo o que o rodeia e num fim-de-semana destrói a sua vida.
 
State of Play – Cal McAffrey é repórter veterano que após muita insistência numa investigação, desvenda um assassinato onde estão implicados algumas figuras importantes dos EUA.
 
All the Boys Love Mandy Lane – Um grupo de estudantes decide fazer uma festa e convidam a bela Mandy Lane. Durante a festa, várias pessoas começam a ser misteriosamente assassinadas.

 

Tags:

Por Hugo às 07:00

Editado por Mafalda em 12/08/2009 às 21:09
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 10 de Junho de 2009

X-Men Origins: Wolverine (2009)

 

 

Em X-Men Origins: Wolverine é retratada a história do mais famoso dos X-Men, Wolverine (Hugh Jackman). O filme começa mostrando uma série de imagens com Wolverine e o seu irmão Victor Creed (Liev Schreiber) a passarem pela guerra e por uma equipa especial de mutantes. Tudo muda quando essa mesma equipa se separa e um por um começam a ser assassinados. O assassino em busca de Wolverine mata a mulher deste e este em busca de vingança aceita um convite para participar numa experiência que o iria tornar indestrutível.

 

A passagem da famosa saga de X-Men pelos cinemas tem aqui o seu ponto mais baixo. Se por um lado é sempre um grande atractivo ver a história de Wolverine, por outro lado existem demasiadas falhas nela. Gavin Hood tenta surpreender-nos com muitos dos mutantes da história de X-Men mas mesmo nisso este consegue cometer erros na história dos mesmos.

 

Como filme de entretimento X-Men Origins: Wolverine cumpre o seu papel com boas cenas de acção e um som de cortar a respiração. O decorrer do filme é algo estranho pois os primeiros quinze minutos só mostram cenas da história de Wolverine e poucas ou quase nenhumas falas tem. E é aqui que está a maior falha do filme: o seu argumento. Tal como disse anteriormente, este tem demasiadas falhas, e graças à velocidade vertiginosa com que Gavin Hood nos tenta fazer engolir a história,quando chegamos ao fim soltamos um ‘já acabou?’.

 

Hugh Jackman tem aqui mais um bom desempenho não desiludindo os fãs da sua personagem. Liev Schreiber é uma boa surpresa não deixando o papel de vilão mal desempenhado. O resto do elenco tem um médio/bom desempenho, destacando-se Ryan Reynolds no papel de Wade Wilson/Deadpool.

 

Nota Final: 7/10

 

 

 

 


Por Hugo às 22:41
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos

Estreias da Semana - 11/06

 

 

Genova: Após enviuvar, Joe decide viajar para Itália com as suas duas filhas. Lá, arranja emprego como professor na universidade local, reencontra uma ex-namorada e parece interessado num novo amor... Já as duas jovens caminham em sentidos bastante distintos...
 
Rudo y Cursi: Beto e Tato são dois irmãos que vivem no México, trabalham num rancho e jogam futebol na equipa local. Beto sonha ser futebolista profissional e Tato ambiciona ser cantor, mas ambos partilham o sonho de construir uma casa para a mãe. A sua sorte muda quando são descobertos por um caça talentos do futebol.
 
I Love You, Man: Peter está à beira de se casar quando percebe que não tem nenhum amigo a quem possa pedir para ser seu padrinho de casamento. Acaba por conhecer um de quem se torna amigo, mas que poderá trazer-lhe alguns problemas...
 
Bottle Shock: Baseado em factos verídicos, este filme fala de um pequeno vinicultor americano que, em 1976, decide colocar a Califórnia no mapa dos bons vinhos, desafiando assim a indústria francesa que dominava esse mundo.
 
Tags:

Por Mafalda às 00:31
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 9 de Junho de 2009

Star Trek (2009)

 

 

J. J. Abrams, o conhecido produtor da série “Lost”, já por diversas vezes deu mostras da sua qualidade enquanto realizador e produtor cinematográfico. A prová-lo estão as vertiginosas sequências de acção de “Mission Impossible III” e a excelente capacidade argumentativa de “Cloverfield”, por exemplo.

 

E agora, Abrams brinda-nos com esta prequela, homónima, a “Star Trek”, a série que conquistou milhares de fãs por todo o mundo desde os anos 60, que conta já com 10 filmes (agora 11 com esta mega produção dos estúdios da Paramount), e que vê assim narrada a história do primeiro contacto dos vários membros da tripulação da nave USS Enterprise.

 

Com o intuito de captar novos fãs para a saga da Frota Espacial, o filme revela-se como uma excelente prequela na medida em que joga, não só com um experiente, e competente, leque de actores, como também com uma direcção e efeitos especiais que não deixam créditos por mãos alheias, conseguindo dar uma nova alma a todo um universo que se via “estagnado” desde à uns bons anos para cá.

 

A cena inicial é prova disso mesmo! As sequências de acção estão muitíssimo bem conduzidas, e a sua exímia edição sonora contribui exponencialmente para uma maior absorção dos sentidos do espectador para a fita que se lhe apresenta.

 

Quanto aos personagens, Spock (Zachary Quinto) foi, pelo menos para mim, aquele que mais se destacou. Quinto tem uma prestação isenta de erros, e o claro à vontade que demonstra no seu desempenho não deixa ninguém indiferente. O seu conflito interior, em “optar” pelo seu lado Vulcano, mais baseado na lógica, ou pelo seu lado Humano, mais emocional, (Spock é filho de um Vulcano, e de uma Humana, interpretada no filme pela actriz Winona Ryder) é personificado exemplarmente pelo actor, e as suas expressões faciais transmitem na perfeição todas as dúvidas que o assolam.

 

De mencionar ainda Chris Pine enquanto o Capitão James Kirk, que não se deixou somente ficar pelas semelhanças físicas e conseguiu construir um personagem com características únicas que, embora lhe sejam reconhecidas, apresentam-se bastante mais humanizadas. O vilão romulano Nero (Eric Bana) será talvez a personagem que menos contribui para o brilhantismo da fita o que, na história, acaba por ser um mal menor dado que a base do filme visa focar essencialmente o estabelecer das relações entre as várias personagens que compõe a famosa tripulação.

 

A título de curiosidade, há que mencionar a participação do saudoso Spock da série de TV, o actor Leonard Nimoy.

 

“Star Trek” revela-se assim um blockbuster que, mais que uma aposta ganha, é uma pelicula digna de registo e cuja visualização se revela imperativa, por Trekkers, e não só!

 

“Live long, and Prosper.”

 

Nota Final: 9 / 10

 

 

 


Por Mafalda às 00:59
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 7 de Junho de 2009

Terminator Salvation (2009)

 

 

Depois do mais que anunciado judgement day em Terminator Salvation estamos em 2018 e a Skynet domina aquilo que resta do mundo humano. John Connor (Christian Bale) lidera a resistência contra os exterminadores da Skynet.

 

No entanto Marcus Wright (Sam Worthington) condenado à morte em 2003 acorda num cenário pós-apocalíptico e encontra o jovem Kyle Reese (Anton Yelchin) que é o seu ponto de partida para procurar John Connor. Quando estes se encontram finalmente, nenhum dos dois estavam preparados para a revelação que iria acontecer.

 

Depois de um Terminator 3: Rise of the Machines surge Salvation realizado por McG (Charlie’s Angels) para dar um novo rumo à história iniciada por James Cameron na década de 80. McG consegue trazer-nos um bom filme, melhor que Terminator 3 (alias, era impossível ser pior), mas a verdade é que para verdadeiros fãs de Terminator fica aquém das expectativas. Se por um lado as cenas de acção estão bastantes boas a nível de efeitos e imagem, por outro lado esperava-se um mundo muito mais negro tal como anuciado, principalmente, nos dois primeiros capítulos da saga.

 

Se encararmos Salvation como um mero blockbuster, ficamos colados ao ecrã dada a acção vertiginosa e os efeitos especiais espectaculares. Agora se encararmos Salvation como um dos filmes mais esperados do ano somos arrasados com um argumento fraco, personagens sem ligação e profundidade inexistente.

 

O elenco tem como principal atracção Christian Bale e como sempre este não desilude estando a um grande nível e provando a muitas vozes criticas que o papel do mítico John Connor lhe assenta que nem uma luva. Sam Worthington para mim é uma das surpresas do filme. Sendo praticamente um desconhecido para a maioria do público, consegue aqui arrancar um bom desempenho e embora o final da sua personagem seja um pouco feito à pressa, este mostra que é um actor a levar em conta nos próximos tempos. A maior desilusão do elenco vai para Bryce Dallas Howard, não tanto pelo seu mau desempenho mas pelo pouco tempo de antena que tem no filme, tendo em conta que é a quem dá as ordens a seguir a John Connor e a importância que tem em toda a história.

 

Talvez se tivesse sido escolhido um realizador com mais experiência, neste momento poderia estar aqui a falar de um dos filmes do ano. Mas dado o que desejamos raramente se torna realidade, resta-nos rezar para que McG tenha aprendido a lição e o próximo capitulo desta saga seja algo de mais estrondoso.

 

"Win or lose, this war ends tonight!"

 

Nota Final: 7.5/10

 

 

 


Por Hugo às 07:00
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

The World Unseen (2007)

 

 

Eis o segundo trabalho da escritora e realizadora Shamim Sarif, repetindo a dupla de protagonistas de “I Can’t Think Straight”, o seu anterior projecto, já com crítica aqui no GoldenTicket.

 

África do Sul, Cidade do Cabo, 1952. Neste novo romance da escritora, é-nos dada a conhecer a história de Amina (Sheetal Sheth), uma jovem dona de um café que, ao contrário das outras mulheres, decidiu que casar e ter filhos não está nos seus planos mais imediatos, concentrando-se em combater o preconceito e abusos cometidos contra os negros, dado o regime em vigor desde 1948 na África do Sul, que estabelecia que os “brancos” deveriam ter vidas separadas das dos restantes povos.

 

É no café que Amina conhece Miriam (Lisa Ray), uma dona de casa, mãe de 3 filhos e infeliz no casamento. Incompreendida pelo marido, viu-lhe retirados inúmeros prazeres, como a leitura por exemplo, sentindo por isso mesmo um vazio difícil de preencher. Até àquele dia...

 

Oferecendo-se para trabalhar para o marido de Miriam, Amina e esta acabam por desenvolver uma relação de amizade que quase de imediato dá lugar a um novo sentimento, completamente inesperado e difícil de assumir quer perante a sociedade, quer perante si próprias: o amor.

 

Extremamente fiel ao livro, inclusivé no seu final, estamos perante uma película que, ao contrário da anterior, consegue já elevar-se no que à prestação dos actores diz respeito, não só pelo à vontade com que desempenham os seus papeís, mas também pelo cuidado em abordar um assunto tão importante como foi o apartheid.

 

E tudo isto no seu devido tempo. Estabelecer um termo comparativo a nível temporal com o primeiro filme da directora é quase imperativo porque, claramente, o guião deste “The World Unseen” foi amplamente mais estudado, e isso transparece para a fita.

 

Com cenas extremamente representativas, é um filme cuidado, bonito visualmente e que resulta, essencialmente, pela grande entrega de todas as partes envolvidas, merecendo por isso mesmo o seu reconhecimento. A ver!!

 

“Everytime I look at you, I want you to stay...forever”

 

Nota Final: 7.5 / 10

 

 

 


Por Mafalda às 19:42
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 1 de Junho de 2009

Estreias da Semana - 04/06

     

 

Star Crossed - Amor em Jogo: adaptação para o mundo do futebol do conhecido romance "Romeu e Julieta". Paul Collins é um jogador do clube "Castelo" que se apaixona por Inês, a filha do presidente do clube rival, "Invicta". Por forma a esconder a sua relação, o casal planeia fugir, mas diversos problemas se vão atravessar no seu caminho...
 
Terminator Salvation: encontramo-nos no ano de 2018. John Connor comanda as tropas da resistência contra a ameaça dos exterminadores da Skynet por forma a garantir a sobrevivência da espécie humana. Mas a sua missão é interrompida com a chegada de Marcus Wright, um indivíduo com o qual Connor descobrirá um terrível segredo...
Tags:

Por Mafalda às 20:38
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos

Trailer da Semana:

127 Hours

Owners

goldenticket09@gmail.com

Quem somos?

Pesquisar

 

Revista Golden Ticket


Nº1 - 1 Ano de Puro Cinema!

Visualizar/Download

Nº2 - Mindfuck Movies

Visualizar/Download

Top 5 Filmes de Maio

1 – Iron Man 2

2 – The Bounty Hunter

Filme do Mês 2010

Janeiro 2010 - Hauru no ugoku shiro
Fevereiro 2010 - Up
Março 2010 - District 9
Abril 2010 - Green Zone
Maio 2010 - Iron Man 2
Junho 2010 - Sin Nombre
Julho 2010 - Quando o Anjo e o Diabo Colaboram
Agosto 2010 - Inception

Filme do Mês 2009 Janeiro 2009 - Seven Pounds
Fevereiro 2009 - Slumdog Millionaire
Março 2009 - Gran Torino
Abril 2009 - This is England
Maio 2009 - Control
Junho 2009 - Star Trek
Julho 2009 - Watchmen
Agosto 2009 - Coraline
Setembro 2009 - Inglourious Basterds
Outubro/Novembro 2009 - Re-Animator
Dezembro 2009 - Avatar

Filme do Ano GT 2009


Inglourious Basterds

Facebook

Golden Ticket on Facebook

Canal Youtube

Top 5 Filmes de Janeiro 2009
Top 5 Filmes de Fevereiro 2009
Top 5 Filmes de Março 2009
Top 5 Filmes de Abril 2009
Top 5 Filmes de Maio 2009
Top 5 Filmes de Junho 2009
Top 5 Filmes de Julho 2009
Top 5 Filmes de Agosto 2009
Top 5 Filmes de Setembro 2009

Segue-nos no Youtube

Arquivo

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Posts recentes

Trailer do dia - Green La...

Trailer do dia - Cars 2

Trailer do dia - Kung Fu ...

Trailer do dia - Harry Po...

Trailer do dia - Drive An...

Trailer do dia - Twelve

Trailer do dia - Howl

Trailer do dia - Tournée

Trailer do dia - Unknown

Trailer do dia - Sucker P...

Trailer do dia - Scream 4

Trailer do dia - Limitles...

Trailer do dia - Just Go ...

Trailer do dia - Dead Awa...

Trailer do dia - Cowboys ...

Últimos Comentários

Comédia criado pelos irmãos Mark e Jay Duplass, a ...
Não se compara ao original. Tenho pena que a 'amer...
lamento mas tenho de concordar com o daniel, embor...
O blog está muito interessante.Bravo!Cumprimentos ...
Desde já parabéns pelo trabalho, que tem ar de bom...
este filme é mt bom!!
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Excelente filme, muito recomendado!Cumps cinéfilos...
muito bom o Ilusionista. Cheguei a vê-lo aqui na F...
Não é para os fracos de coração... e, já agora, de...

Estreias da Semana

- Somewhere

- 127 Hours

- Blue Valentine

- The Dilemma

Tags

todas as tags

Feed-Us